Nunca mais verei este sítio com os mesmos olhos (Mandalay Bay o hotel do atentado em Las Vegas)

Estive duas vezes no Mandalay Bay. Fui em trabalho à CES a maior feira de “electrónica de consumo” dos Estados Unidos e provavelmente, do mundo.

Apesar do pouco tempo que temos, dá sempre para umas fotos de “recuerdo”.

Mandala Bay - O Hotel do qual foram disparados os tiros no atentado em Las Vegas
Mandalay Bay – O Hotel do qual foram disparados os tiros no atentado em Las Vegas. Ao fundo, ligeiramente à esquerda o recinto onde decorria um festival de música. Os tiros teriam sido disparados de um dos quartos do 32º andar, por baixo deste varanda panorâmica.

Não deixa de me impressionar a enorme distância que as balas tiveram que percorrer. A quantidade que chegou ao alvo para que ficassem lá 58 mortos (ainda pode aumentar este número) e centenas de feridos. Na imagem maior podemos ter uma ideia. O Mandalay Bay é mesmo gigantesco eles chamam-lhe resort e com razão. Dá para viver lá dentro. Há vários Casinos, enormes espaços para congressos, comida para todos os gostos, cara ou menos cara, restaurantes e jogo abertos 24 horas por dia, espectáculos a toda a hora.

Máquinas de Jogo no Mandala Bay – Las Vegas

Longe de mim querer dar uma imagem dourada, de facto, nota-se bem a exploração de toda aquela gente que se arrasta noite fora a vender cigarros e distribuir bebidas a viciados em jogo. Impera o mau gosto, aliás o péssimo gosto, porque os americanos são de facto um povo de extremos. Aqui, assistimos ao extremo de uma espécie de Disneylândia para adultos, púdica, nenhum anúncio mostra um peito feminino descoberto, mas a prostituição dentro do hotel é bem visível. Já não se ouve o barulho que as moedas faziam ao cair das máquinas, há locais onde parecia que ouvíamos água a escorrer de uma cascata permanente, agora é tudo electrónico e muito silencioso. É um dos maiores hotéis senão o maior da famosa strip a faixa, na prática uma larga avenida que quase define a Las Vegas de hoje. O resto são outros hotéis e casinos míticos, as grandes salas de espectáculos, muitos restaurantes e uma profusão de lojas de luxo incomensurável para agarrar os dólares que não ficam nos casinos. Os edifícios copiam mal castelos e monumentos de outros locais com história, desde a torre Eiffel à Estátua da Liberdade com montanhas russas a passar no meio. Vem-me sempre à memória uma frase que disse num dos raros passeios – até as pedras da calçada são falsas.

Las Vegas by night - Mandalay Bay - O atentado de Las Vegas
Las Vegas by night
Centro Comercial em Las Vegas - Falsos monumentos debaixo de um falso céu - Mandalay Bay - O atentado de Las Vegas
Centro Comercial em Las Vegas – Falsos monumentos debaixo de um falso céu
Imitação de Veneza e suas gôndolas, dentro de portas - Mandalay Bay - O atentado de Las Vegas
Imitação de Veneza e suas gôndolas, dentro de portas
O gosto duvidoso da arquitetura em Las Vegas - Mandalay Bay - O atentado de Las Vegas
O gosto duvidoso da arquitetura em Las Vegas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *