Pagar com o telemóvel nas lojas já está disponível

Futuro Hoje na SIBS, a conhecer as novas tendências das transações eletrónicas, Lourenço Medeiros, MB Way,
Laboratório secreto desenvolve caixas multibanco para vários países

Já pode pagar as compras do supermercado, e as outras, com o telemóvel. Fomos  experimentar o MB Way em lojas físicas. Entrámos no laboratório secreto da SIBS para ver o que aí vem e porque querem acabar com notas e moedas.

Veja a reportagem AQUI

  • Subscrever Blog via email

    Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

12 comentários em “Pagar com o telemóvel nas lojas já está disponível”

  1. Gostava muito de poder deixar o baralho de cartões em casa e passar a fazer tudo com o telemóvel (até porque volta e meia esqueço-me da carteira em casa, mas o telemóvel nunca acontece), e quando vi que a atualização do MBWay já tinha a opção de pagamento com NFC fiquei entusiasmado para testar, mas depois de alguns dias a tentar pagar almoços e outras coisas ainda não encontrei nenhum local que aceitasse este sistema 🙁
    Tendo em conta que as máquinas de pagamento são controladas pela SIBS, fazia sentido que todas as máquinas que tivessem a tecnologia NFC pudessem ser usadas para esta finalidade, mas infelizmente não deve ser o caso (será apenas uma questão de actualização de software nas máquinas?) Sei que ainda há coisa de 2 meses assisti à instalação de uma máquina destas numa loja que tinha a tecnologia NFC mas por mais estranho que pareça estava desativado, e se não perguntassem pela funcionalidade no momento da instalação, teria ficado desactivada 🙁
    Qual é a expectativa de num futuro próximo podermos usar o NFC em qualquer lado? (será que daqui a 1 ano 50% das máquinas já vão estar capacitadas?) o codigo de barras já pode obrigar a trocar a máquina se o ecrã não tiver capacidade, mas imagino que o NFC já exista nas máquinas instaladas mesmo há 3 ou 4 anos.

    1. Da SIBS recebi esta resposta as suas questões.
      …..
      Boa tarde Lourenço,
      Como combinado com a Maria Antónia, segue abaixo resposta ao leitor:

      Caro Miguel Silva,
      O lançamento da funcionalidade de pagamento NFC no MB WAY está a ter lugar no Centro Colombo onde 75% dos comerciantes são aderentes, através de uma campanha revolucionária. Depois, a rede de comerciantes com terminais habilitados a pagamentos MB WAY com tecnologia NFC será progressivamente alargada até ao final do ano, sendo que 50% dos terminais da Rede MULTIBANCO já estão aptos a aceitar pagamentos contactless, bastando receberem a atualização de software para aceitarem pagamentos com esta tecnologia. Para ir acompanhando todos os locais onde já pode usar esta tecnologia pode ir consultando este link: https://nfcmbway.byd.pt/

      Paralelamente, no que diz respeito aos terminais com aceitação desta funcionalidade, os comerciantes que já dispõem de terminais que aceitam cartões contactless estão aptos a realizar operações de compra com recurso à tecnologia NFC no MB WAY, bastando apenas atualizar o software. Estes comerciantes não terão que investir, portanto, em novos equipamentos uma vez que a tecnologia é a mesma. Para os comerciantes que ainda não dispõem de terminais com capacidade de operar via NFC podem adquiri-los pela via habitual, ou seja, por intermédio do seu banco de apoio. O preço de aquisição dos terminais que permitem a operação NFC com MB WAY é igual ao atualmente praticado para processar cartões contactless uma vez que a tecnologia utilizada em ambas as operativas é a mesma.

      Se surgirem questões adicionais, não hesite em contactar-nos pelo formulário do site https://www.mbway.pt/#contactos

      Cumprimentos,

      Maria Antónia Saldanha,
      Diretora de Marca e Comunicação da SIBS.

  2. Estou curioso para ver se a SIBS vai permitir que o Apple Pay venha a funcionar em Portugal. Eles acabam por ser um monopólio relativamente a pagamentos electrónicos no nosso país.
    Até porque toda a experiência de utilização do MBWay é bastante pouco intuitiva ou elegante.

  3. Obrigado pelos esclarecimentos. Esse link com o mapa das lojas que já aceitam este sistema é muito esclarecedor.
    Até à data tenho perguntado se aceita pagamentos com o MBWay e tecnologia NFC, que normalmente implica eu ter de explicar melhor o que pretendo que é “pagar com MBWAY mas um novo sistema de encostar o telemóvel ao terminal de pagamento MB, à semelhança de alguns cartões MB contactless que permitem pagamentos sem meter o pin até 20€…” mas com o passar do tempo tb se vai a paciência e quando estava com menos tempo já nem sempre fazia esta pergunta quando chegava o momento do pagamento. Vou estar atento às novidades do mapa à espera de uma possibilidade de testar o sistema e com esperança que um dia já não precise de andar com os cartões para todo o lado.
    Cumps,
    Miguel Silva

    1. Confesso que tenho o mesmo problema. Então quando há filas desisto quase sempre para não fazer os outros esperar pelas minhas experiências profissionais. Mas pessoalmente bem gostava de poder usar melhor o que já existe, no restaurante onde como mais vezes nem contactless tenho ainda. É o refeitório da SIC, aposto que 99% das transacções são inferiores a 20€ portanto normalmente não seria pedido código. Os funcionários da caixa adorariam pelo menos quando instalarem já deverá ser com a hipotese de nem levar os cartões e apenas o telefone.

  4. Estava a pensar… se a pessoa que faz o pagamento não fizer questão de receber o talão em papel do pagamento, até era possível a loja ter um smartphone (ou tablet com NFC) dedicado para receber estes pagamentos usando uma versão para comerciantes do MBWay (que poderia receber pagamentos NFC)…
    Claro que quem está a pagar também poderia ficar de pé atrás com a troca da tradicional máquina por um smartphone (mas tb seria apenas numa fase inicial).
    Ao preço que se consegue hoje em dia um smartphone de gama baixa que já venha com NFC, Wifi, GPRS/3G/4G, Bluetooth, ecrã capaz de mostrar QRCodes, só lhe falta a impressora (que diga-se de passagem que eu até preferia receber os talões apenas por mail) isto a correr uma versão “comercial do MBWay” era uma boa alternativa às máquinas de pagamento MB tradicionais…
    E indo um pouco mais longe até podiam trocar os PC’s com windows que são usados nos MB’s por tablets Android ligados ao resto dos periféricos com USB ou qqc assim 😉

    1. Claro que abre um mundo de possibilidades. Já existiam pequenos aparelhos que se ligam a smartphones para leitura de cartões, em qualquer local. Nas lojas Apple nos EUA quase não usam “caixas”, paga-se a qualquer funcionário, normalmente o que nos atendeu. Podendo dispensar um leitor específico qualquer smartphone devidamente actualizado serve.

      1. Pois, a Samsung até tem uma tecnologia (magnetic secure transmission – MST) que tecnologicamente parece muito simples, pois deve ser uma bobine que simula a variação magnetica do passar da banda magnetica de um cartão, mas como é um elemento ativo pode estar um pouco mais afastado que a banda do cartão, e assim pode-se encostar o telemóvel que induz o mesmo efeito de passar o cartão. Isto poderia ser considerado uma variante do NFC pois o leitor tb é uma bobine, e tinha a vantagem de ser compatível com todas as máquinas de pagamento MB existentes, mas penso que não esteja em uso em todos os países e como só alguns telemóveis Samsung é que têm esta tecnologia, não sei se existe alguma exclusividade que impeça o seu uso por outras marcas.
        BTW, hoje fui ao C.C. Colombo (com os miudos para ver a neve artificial que cai de hora a hora na zona central), e finalmente já consegui fazer um pagamento MBWay com NFC, e nem precisou de pin, como gostei tanto voltei para a fila ainda ante de acabar de comer o bolo para comprar outro (ou talvez tenha sido o meu miúdo que ainda nao se tinha decidido na 1a vez mas depois de ver um eclair de chcolate tive de voltar 🙂 Realmente é muito pratico escolher o cartão e usar tudo virtualmente sem precisar dos cartões. Esperemos que rapidamente se difunda por todos os estabelecimentos comerciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *