Vi no meu telemóvel, idas ao espaço, paciências e a app da Regaleira

Falcon Heavy, da Space X, o próximo veículo a conquistar o espaço
Falcon Heavy, da Space X, o próximo veículo a conquistar o espaço

Do espaço a uma simples paciência para passar o tempo, a tecnologia está mesmo em tudo o que fazemos. Falamos também das ameaças mas não adianta mesmo nada preocupar-se, desde que faça o mesmo de sempre e vou arriscar outra vez e desvendar o Futuro Hoje da semana que vem…

Não precisamos de piadinhas sexuais 🙂

A colocação na vertical:
(clique nas setas para visualizar em full screen)

Mas o facto é que nas redes sociais se prestou e muito ás tais piadinhas. Esta é uma das imagens da colocação na vertical do novíssimo Falcon Heavy, em versão acelerada. O novo veículo da Space X de Elon Musk deverá colocar vários satélites no espaço em 2018. É alegadamente o foguete no ativo mais poderoso que existe, ou será, depois de ter sido lançado pela primeira vez. Tem a importância que tem para a conquista do espaço e para a indústria espacial privada. Em conjugação com a futura cápsula capaz de transportar humanos permitirá aos Estados Unidos regressar à capacidade de colocar astronautas na Estação Espacial Internacional, coisa que não podem fazer desde o fim do programa dos Space Shuttle. Deverá fazer o seu voo de testes ainda em Janeiro, e todo os olhos estarão atentos ao regresso dos seus motores de propulsão. São três e vamos assistir a um verdadeiro bailado à medida que cada um regressa ao ponto de partida para ser reutilizado.

A previsão do bailado espacial pela Space X:

  • Subscrever Blog via email

    Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.


É uma paciência

Uma imagem da versão mais fácil do Flipflop, o jogo pode ser bem mais complicado, Vi no meu telemóvel
Uma imagem da versão mais fácil do Flipflop, o jogo pode ser bem mais complicado.

É uma paciência e é impressionante como é possível reinventar um jogo com tantos anos e tanta tradição. Ligeiras alterações nas regras refrescam um passatempo antigo. Depois há a parte do design. 98% dos jogos com cartas, para telemóveis, têm designs no mínimo sofríveis. O Flipflop caiu e bem nos 2% que mudam tudo sem desvirtuar a tradição. Eu, de vez em quando, vicio-me num jogo, a coisa deve durar uma ou duas semanas e depois passa, sem ser para outro jogo. Passa simplesmente, que nem sou muito de jogos casuais ou outros. E eventualmente daqui a umas semanas ou meses descubro mais um vício igualmente temporário. Não fui só eu que achei que o trabalho está brilhante, a loja de aplicações para iPhone, versão americana, deu-lhe há uns dias o máximo destaque que é possível. Não falo das incursões anteriores do autor noutros jogos como o xadrez, que sei que tiveram grande sucesso, porque ainda não as experimentei. O Flipflop só existe para iPhone, e há muita gente à procura da versão Android, e é gratuito, mas para tirar os anúncios e desbloquear algumas funcionalidades paga-se 2.99 dólares, eu paguei.

Não precisa fazer nada de especial basta ter medo

Desta vez os atacantes vão diretos às proteções dos processadores Intel
Desta vez os atacantes vão diretos às proteções dos processadores

Devo ter visto umas dezenas de títulos sobre as vulnerabilidade que foram descobertas nos processadores da Intel, AMD e ARM, Meltdown e Spectre. Em teoria é perigoso, mas não se conhecem ataques e vai a tempo de se defender. São vulnerabilidades que permitem ataques profundos ao nível praticamente do hardware. Nâo há muito a fazer, só o habitual, manter os sistemas tão atualizados quanto possível. Os mega especialistas de segurança, que são principescamente pagos por si quando compra um computador, farão o possível para que não seja atacado desde que os ajude actualizando os seus computadores com o trabalho deles. Mais nada.

O que estou a fazer

Quatro dos muitos que tornaram possível esta reportagem :) na Quinta da Regaleira
Quatro dos muitos que tornaram possível esta reportagem na Quinta da Regaleira 🙂

Para a semana, se tudo correr como previsto, teremos um Futuro Hoje na Quinta da Regaleira. Se a memória não me falha é pelo menos o segundo que faço no local. Misturamos história, tecnologia e muita fantasia. Chamam-lhe Regaleira 4.0 e pode ver na próxima terça no Jornal da Noite, depois ao longo da semana na SIC Notícias e se não quiser mesmo perder, subscreva a newsletter do meu blogue lourencomedeiros.eu eu ponho lá os links todos.

O melhor do melhor

O SureFly deverá fazer o seu voo inaugural durante a CES
O SureFly deverá fazer o seu voo inaugural durante a CES

Se chegou até aqui tenho que dizer. Para quem gosta de tecnologia que deve ser o caso, na semana que vem começa a mais impressionante de todas as feiras. A CES em Las Vegas faz empalidecer qualquer outra onde eu tenha estado. Desde o mais pequenino dos projetos do Kickstarter até ao mais impressionante dos protótipos de carros autónomos, está lá tudo. Este ano, ao que parece, até um drone capaz de transportar um passageiro foi autorizado a voar junto a um dos locais onde decorre o certame.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *