Tempo de preparação, com relógio gigante a acompanhar

Vêm aí mais e melhores telefones
Vêm aí mais e melhores telefones

Começa na segunda feira o Mobile World Congress, a maior feira do mundo da indústria do “mobile”. Digo assim porque tem muito mais do que telemóveis, há de tudo, desde gigantescos emissores a serviços de satélite, de pequenas startups com grandes ideias até software de gestão para operadores.

Já vi algumas coisas do que lá vai ser anunciado, mas não posso dizer tudo. Como é sabido por vezes os jornalistas têm conhecimento prévio de alguns produtos. Entre o que vi de facto e as coisas que me chegam às caixas de correio tenho que deixar dois dos conceitos com que os jornalistas frequentemente têm que trabalhar.

NDA – são Non Disclosure Agreements , ou acordos de não divulgação. O jornalista e a sua empresa concordam que para ter acesso a determinada informação só a divulgarão a partir de determinado dia e hora.

Embargo – é informação embargada, ou seja que nos é enviada já pressupondo aceitaremos divulgar a partir de determinado momento.

São coisas por vezes chatas para muitos jornalistas, para quem tem como missão dar a conhecer, mas são formas normais de trabalhar. Uma das grandes vantagens do meu ponto de vista é que assim temos tempo para tratar a informação como deve ser, em vez de dar tudo a correr sem tempo para reflectir e dar asas à criatividade. Claro que se o jornalista descobrir uma informação de fonte segura mas não oficial pode, e talvez deva, ir contra a vontade da empresa a que essa informação diz respeito. Sinceramente nesta coisa de telemóveis e gadgets não vejo grande interesse em estar, como muitos, a espalhar rumores e informações parciais e muitas vezes especulativas, só serve para forçar clicks que levam a nada ou muito pouco. Embora tenha que admitir que há por aí muitos rumores verdadeiros. Há também muitos rumores que verdadeiros ou falsos são lançados pelas próprias empresas para criar expectativa.

 

Próxima paragem Fira de Barcelona
Próxima paragem Fira de Barcelona

Na preparação bem mais que saber se o modelo A tem uma, duas ou três câmaras interessa-me entender tendências. E o que tenho visto está a levar-me a uma curiosa conclusão. Hoje todos os aparelhos têm impressão digital traseira, algo que quando a LG apresentou foi visto como bizarro e pouco funcional, quase todos têm duas câmaras como as recentes da LG, embora eles apostem mais na grande angular do que na objectiva de retrato (como a Apple fez), e aposto que vão surgir muitos aparelhos com ecrãs a que chamam 18:9 a proporção de dois quadrados que também foi introduzida no ano passado pela LG (já agora posso voltar a deixar link para o que disse do LG G6) . Não estou a dizer que são melhores e muito menos que inventam tudo mas de facto sendo uma empresa que temos que admitir que aposta pouco em Portugal, é importante acompanhar para compreender tendências. Enfim parece que falharam com a tentativa de vender um aparelho modular mas não se pode ter razão em todas.

Inevitavelmente a indústria “mobile” vai também acompanhar as tendências da tecnologia de forma mais genérica. A Google já anunciou que vai reforçar a aposta na realidade aumentada com o update do seu software para developers o ARcore 1.0. Bem precisa de ir apanhar a Apple que se está a mexer muito depressa nesta área para mobile (nos computadores é mesmo a Microsoft que está a manter a dianteira).

E claro a Inteligência Artificial, aposto que vamos ter muito blabla sobre telemóveis com funções “inteligentes” mas o que se vai vendo parece-me que ainda não chega bem lá, digamos que são inteligentes mas pouco.

Deixe por aí a sua opinião, o que espera das tendências deste ano. O que é que o levava a mudar de aparelho….

 

O Twitter do dono da Amazon, um dos homens mais poderosos do mundo.
O Twitter do dono da Amazon, um dos homens mais poderosos do mundo.

Só para não quebrar completamente a tradição deste Vi no meu Telemóvel que tento publicar à sexta, fica aqui o relógio de Jeff Bezos. Eu também não quero ficar aqui demasiado preso a formatos. Isto é suposto ser informativo mas divertido.

Então o patrão da Amazon mostrou mais um dos seus mega projectos. Já era conhecido mas Jeff Bezos presenteou-nos com um vídeo da construção. Estamos a falar de uma enorme relógio com 150 metros de altura, feito para durar 10 mil anos (sim 10 000) e que funciona graças aos ciclos de temperatura dia/noite . Não foi explicado se o relógio se pode adiantar ou atrasar com o aquecimento global .

Podem ir diretamente ao Twitter dele aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *