Toda a música numa só empresa

Fiquei contente e preocupado com o regresso de um dos serviços de música de que gosto, o Grammofy. A liberdade de ouvirmos a música que queremos onde queremos está a criar um monopólio? Parece.

Grammofy, Spotify e Idagio por esta ordem.
Grammofy, Spotify e Idagio por esta ordem.

Continuar a ler “Toda a música numa só empresa”

Táxi sem semáforos

Ainda não vimos nada no que diz respeito à concorrência aos táxis, os concorrentes em breve irão voar, e sem condutor. Já existe veículo e empresa para gerir a frota.

Táxis voadores
Táxi!

Continuar a ler “Táxi sem semáforos”

Entre dois episódios uma coisas que não vou mostrar na TV

Cenários não faltam na Feira de Barcelona. Este é dos chineses do Touchpal.
Cenários não faltam na Feira de Barcelona. Este é dos chineses do Touchpal.

Estamos precisamente entre dois Futuro Hoje sobre o Mobile World Congress. Tenho que dizer que gosto mais do próximo. Estou a escrever duas horas depois de o ter finalizado. No primeiro mostrei mais as tendências do mercado actuais uma ou outra curiosidade interessante e algumas das empresas nacionais presentes. Mesmo aqui deixei a mais interessante das portuguesas (até porque são diferentes e nunca tinha feita nada com eles) para a próxima terça feira. Há mais robots muito mais carros e materiais do futuro. Eu bem tentei equilibrar mas o que aí vem é mais futurista.

Continuar a ler “Entre dois episódios uma coisas que não vou mostrar na TV”

Tempo de preparação, com relógio gigante a acompanhar

Vêm aí mais e melhores telefones
Vêm aí mais e melhores telefones

Começa na segunda feira o Mobile World Congress, a maior feira do mundo da indústria do “mobile”. Digo assim porque tem muito mais do que telemóveis, há de tudo, desde gigantescos emissores a serviços de satélite, de pequenas startups com grandes ideias até software de gestão para operadores.

Continuar a ler “Tempo de preparação, com relógio gigante a acompanhar”

Um carro que dança, um dançarino virtual e música clássica a acompanhar

Don’t panic. Este Roadster é igual ao vermelho que Elon Musk deixou no espaço, mas tem matricula portuguesa e não deve sair de cá tão cedo. E foi muito útil no próximo Futuro Hoje.
Don’t panic. Este Roadster é igual ao vermelho que Elon Musk deixou no espaço, mas tem matrícula portuguesa e não deve sair de cá tão cedo. E foi muito útil no próximo Futuro Hoje.

Puro divertimento com um toque de informação. Vi no meu telemóvel um carro literalmente a dançar e sem condutor dentro. Vale a pena ver o vídeo mas não aceito reclamações sobre o gosto da música, para isso vão falar com o Elon Musk, que aliás vai ser tema de uma reportagem minha. Vi um patinador dos jogos olímpicos suspenso no ar em minha casa com a janela do telemóvel. Ando a experimentar um concorrente do Spotify mas para quem gosta de Bach e afins, o problema deles é que o Spotify tem também a “clássica”.

Continuar a ler “Um carro que dança, um dançarino virtual e música clássica a acompanhar”

Novas imagens e novas formas de ver – Vi no meu telemóvel | 10 fev 2018

Podemos colocarmo-nos no nosso próprio cenário, magia que era reservada a profissionais.
Podemos colocarmo-nos no nosso próprio cenário, magia que era reservada a profissionais.

Transforme a sua imagem, ou a dos outros, com magia tecnológica, veja mais do que a realidade. Hoje o Vi no Meu Telemóvel é todo sobre visão.  Aplicações para nos transformarmos em qualquer telefone, gratuitas, e o renascer dos óculos de realidade aumentada pela mão da Intel.

Continuar a ler “Novas imagens e novas formas de ver – Vi no meu telemóvel | 10 fev 2018”

Amazon Go, uma experiência nova e uns jogos diferentes – Vi no meu telemóvel – 26 janeiro 2018

Hidden Folks

Compras sempre a andar mesmo em lojas físicas, e uns jogos completamente diferentes. Ideias que me passam pelo ecrã do telemóvel e que se lêem facilmente. Subscreva para não perder nenhuma.

Nova loja Amazon Go

Abriu agora e já tem canecas à venda para recordação da experiência, a 6 dólares cada. Amazon Go
Abriu agora e já tem canecas à venda para recordação da experiência, a 6 dólares cada

Já abriu na segunda feira a loja da Amazon sem caixas. Na verdade a loja esteve um ano aberta apenas para empregados da empresa como experiência. Agora qualquer um com um smartphone, com a App da Amazon Go (é o nome da loja), e um cartão bancário associado, pode lá ir fazer compras, desde que esteja em Seattle claro. Entra e passa o telefone para se identificar, tira o que lhe interessa, sobretudo comida, e leva consigo. Se uma família entrar e só um telefone for registado, tudo o que levarem será debitado na mesma conta, mas não ajude o vizinho, se tirar alguma coisa para outra pessoa fica na sua conta.

Continuar a ler “Amazon Go, uma experiência nova e uns jogos diferentes – Vi no meu telemóvel – 26 janeiro 2018”

E agora como vamos tratar os telemóveis? E como nos vão conhecer? E já vai um joguinho de Ping Pong?

Lourenço Medeiros, telemóveis, iPhone X

É este o primeiro “vidro” capaz de ler a impressão digital?

A notícia em causa, lida num telefone com impressão digital claro. Telemóveis sem home button.
A notícia em causa, lida num telemóvel com impressão digital claro.

Claro, acabou por aparecer uma marca chinesa, a Vivo, com um modelo de pré produção capaz de ler a impressão digital no ecrã dos seus telemóveis.  Na prática o sensor está por baixo do ecrã, a iluminação da imagem gerada quando colocamos o dedo ajuda à leitura.

Continuar a ler “E agora como vamos tratar os telemóveis? E como nos vão conhecer? E já vai um joguinho de Ping Pong?”

Vi no meu telemóvel, idas ao espaço, paciências e a app da Regaleira

Falcon Heavy, da Space X, o próximo veículo a conquistar o espaço
Falcon Heavy, da Space X, o próximo veículo a conquistar o espaço

Do espaço a uma simples paciência para passar o tempo, a tecnologia está mesmo em tudo o que fazemos. Falamos também das ameaças mas não adianta mesmo nada preocupar-se, desde que faça o mesmo de sempre e vou arriscar outra vez e desvendar o Futuro Hoje da semana que vem…

Continuar a ler “Vi no meu telemóvel, idas ao espaço, paciências e a app da Regaleira”

Isto de passar o ano dá muito trabalho, e é uma festa

Durante as gravações para a “Revista do ano que vem”, o Rui do Ó a experimentar as fotos do seu telefone novo, Lourenço Medeiros, Futuro Hoje
Durante as gravações para a “Revista do ano que vem”, o Rui do Ó a experimentar as fotos do seu telefone novo.

É simbólica a passagem do ano, esse simbolismo tem muitos aspectos práticos importantes. Tentamos aprender com o que fizemos e preparar o que aí vem. Para os jornalistas são momentos de reflexão e com muito trabalho entre bolo-rei para a família e responder a mais um texto ou um vídeo que temos mesmo que fazer e com data certa.

Continuar a ler “Isto de passar o ano dá muito trabalho, e é uma festa”